Como a gastrite afeta seu estômago?

A gastrite é uma doença que afeta as paredes do estômago, causando desconforto e sintomas desagradáveis. Trata-se de uma inflamação que afeta o revestimento do estômago e e manifesta-se de forma aguda, surgindo repentinamente, ou de forma crônica, persistindo ao longo do tempo. Essa condição é causada por diversos fatores, incluindo infecções, uso excessivo de anti-inflamatórios, estresse e outros.

Quais são os sintomas dessa condição?

Os sintomas mais frequentes são: 

  • Dor no abdômen;
  • Queimação e desconforto no estômago;
  • Azia;
  • Náuseas;
  • Vômitos;
  • Perda de apetite; 
  • Sangue nas fezes ou no vômito. 

No entanto, algumas pessoas com gastrite podem não apresentar sintomas.

Como é feito o diagnóstico?

O diagnóstico geralmente é feito através de uma análise clínica com base nos sintomas e histórico médico do paciente, além de exames como endoscopia, exames de sangue ou testes para detectar a presença da bactéria H. pylori. 

A bactéria H. pylori é encontrada na ingestão de água ou alimentos contaminados, ou no compartilhamento de itens como talheres e copos, sendo transmitida também através do contato oral.

A gastrite está relacionada ao câncer de estômago?

Sim. O câncer pode se desenvolver quando o estômago é infectado pela bactéria H. pylori, responsável por causar a gastrite atrófica, uma inflamação crônica que afeta o tamanho e função das células gástricas. 

Qual é o tratamento para a gastrite?

O tratamento dependerá da origem da doença. Por isso, ele incluir medicamentos para reduzir a produção de ácido no estômago, antibióticos para tratar infecções por H. pylori, mudanças na dieta e estilo de vida, além de evitar substâncias irritantes como álcool e tabaco.

A doença pode ser curada?

Um tratamento eficiente pode aliviar os sintomas e, até curar a gastrite, sobretudo se a causa for identificada e tratada. No entanto, em alguns casos, essa condição médica pode tornar-se crônica e exigir tratamento a longo prazo.

O que é gastrite nervosa? 

“Gastrite nervosa” é um termo comumente utilizado para descrever sintomas gastrointestinais, como dor no estômago, azia, náuseas e desconforto abdominal, que são ocasionados ou agravados pelo estresse, ansiedade ou outros fatores emocionais. No entanto, é importante observar que, do ponto de vista médico, o termo “gastrite nervosa” não é uma classificação oficial ou diagnóstico reconhecido.

O estresse e a ansiedade podem influenciar na doença?

Sim. Quando uma pessoa está sob estresse, o corpo reage de várias formas, incluindo a liberação de substâncias químicas que atingem a digestão. Isso pode levar a sintomas semelhantes aos da gastrite, como dor no estômago e desconforto.

Quando essa condição de torna grave?

A gravidade depende de vários fatores, incluindo a causa, a extensão da inflamação no no estômago e a presença de complicações. Aqui estão alguns sinais que indicam uma forma mais grave da doença:

Sangramento Gastrointestinal:

Se a gastrite causar erosões no revestimento do estômago, isso pode levar a sangramento gastrointestinal. O que é percebido através de fezes escuras  ou vômito com sangue. O sangramento gastrointestinal é uma complicação séria que requer atenção médica imediata.

Úlceras Gástricas:

Essa condição quando torna-se persistente também tem a capacidade de levar ao desenvolvimento de úlceras gástricas. As úlceras são feridas abertas no revestimento do estômago que causam dor intensa e aumentam o risco de complicações, como perfuração.

Anemia:

O sangramento crônico associado à doença, em alguns casos, provoca problemas como a anemia devido à perda de sangue. A anemia, por sua vez, causa fadiga, fraqueza, palidez, entre outros sintomas.

Obstrução Gástrica:

Em casos raros, a gastrite severa causa cicatrizes e estreitamento do canal gástrico, resultando em obstrução do fluxo normal de alimentos do estômago para o intestino.

Complicações Relacionadas à Infecção por H. pylori:

Se a gastrite for causada por uma infecção por Helicobacter pylori (H. pylori), a persistência da infecção resulta em complicações, como úlceras pépticas e o aumento do risco de câncer de estômago.

Sintomas Graves e Persistentes:

Se os sintomas da gastrite, como dor abdominal intensa, náuseas, vômitos persistentes ou perda de peso inexplicada, forem graves e durarem por um período prolongado, isso pode indicar uma condição mais grave.

Para aliviar os sintomas, escolha alimentos de fácil digestão, como arroz branco, batata cozida, aveia, e inclua proteínas magras, grãos integrais, produtos lácteos de baixa gordura, vegetais cozidos e frutas não ácidas. 

Evite alimentos irritantes como frituras, alimentos picantes e ácidos. Beba bastante água e faça refeições menores e mais frequentes. É sempre importante consultar um profissional de saúde para obter um diagnóstico preciso e orientação adequada sobre o tratamento da doença, levando em consideração o histórico de cada paciente.